Feira do Conhecimento 2017



Autonomia, integração e a construção do conhecimento

 

No último sábado (21/10), foi realizada no Colégio Poliedro São José dos Campos mais uma Feira do Conhecimento, evento no qual são apresentados à comunidade escolar, aos pais e aos alunos os trabalhos desenvolvidos em sala de aula nas diversas áreas do conhecimento do Ensino Médio.

Proporcionar o aprendizado por meio da elaboração de projetos é um dos grandes diferenciais do Colégio Poliedro e, por isso, todos os alunos são estimulados a participarem dos trabalhos desenvolvidos ao longo do ano e a se envolverem em soluções para questões importantes do dia a dia. Dessa forma, os conhecimentos adquiridos em sala de aula são colocados em prática.

“Pude perceber a interatividade artística vem crescendo como forma de expressão dos jovens em relação ao mundo em que vivem. A possibilidade de significar o conhecimento, associada à liberdade de expressão para se posicionar em meio a um mundo fundamentado no consumo e na intensa velocidade de transformações, mostra que estamos caminhando na direção correta, pois permitimos que nossos alunos se reconheçam e se desenvolvam com respeito e ética, diante da pluralidade social e ideológica”, afirmou André Ferraz Leite, diretor do Colégio Poliedro São José dos Campos e coordenador do Ensino Médio. “Nossos alunos estão transpondo a sala de aula e desenvolvendo habilidades que serão essenciais em sua formação acadêmica e cidadã”, concluiu.

 

 

Todos os anos, a pluralidade de projetos e a interação entre as áreas do conhecimento chama a atenção de todos que visitam e participam do evento.

A edição deste ano trouxe também projetos relacionados à temas bem atuais. Alguns trabalhos abordaram questões relacionadas à saúde, como por exemplo a conscientização a respeito da depressão e a divulgação de informações importantes acerca dos cuidados para prevenção da AIDS/HIV. Outros abordaram assuntos relacionadas à geopolítica atual, como a crise dos refugiados em diversas partes do mundo.

O evento ainda contou com trabalhos na área de tecnologia, como por exemplo a “Casa Automatizada para Idosos”, além de trabalhos nas áreas de ciências, história, artes, filosofia e sociologia, com destaque para o papel das mulheres na história, a diversidade entre as pessoas e as reflexões sobre a história do Brasil.

 

 

Os estudantes Vinícius Vinha, Thainá Rosa, Leonardo Vilela, Bruno Henrique, Gustavo Almeida, Isabela Bertucci e  Júlia de Sá, alunos da 2ª série do Ensino Médio, comentaram sobre o quão importante foi desenvolver o trabalho e as apresentações a respeito da prevenção contra a AIDS / HIV e sobre os detalhes do tratamento em um momento em que as agências de saúde alertam para o aumento do número de pessoas contaminadas.

“Foi importante desenvolver esse trabalho para a conscientização das pessoas a respeito da importância da prevenção, assim como sobre os sintomas e os estágios da doença. A reação do público que visitou a apresentação foi muito positiva”, destacou a equipe.

O grupo também ressaltou o quanto isso foi importante para o aprendizado em dentro e fora da sala de aula. “Aprendemos muito durante o desenvolvimento do trabalho, e percebemos de forma clara o quanto é importante pesquisar e falar sobre o assunto e o quanto são necessárias ações para a conscientização sobre a prevenção”.

 

 

Confira o álbum de fotos do evento clicando aqui.

 

Leia mais

A saúde que educa e forma cidadãos