Notícias

Poliedro quebra próprio recorde na MOBFOG e OBA



Foram 106 medalhas na MOBFOG (Mostra Brasileira de Foguetes) e 85 na OBA (Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica) em 2018

Com um excelente histórico na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e na Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG), que ocorre dentro da OBA, os alunos do Colégio Poliedro mais uma vez surpreenderam. Foram 191 medalhas, 63% a mais em relação ao ano de 2017. Do total de medalhas, 106 foram na MOBFOG e 85 na OBA.

“Olhe para as estrelas e não para seus pés. Tente entender o que você vê e pergunte-se sobre o que faz o Universo existir. Seja curioso. ” Essas palavras do físico Stephen Hawking definem bem o objetivo da OBA e MOBFOG, olimpíadas muito importantes porque, além de incentivar os alunos a estudarem disciplinas como Física, Matemática e Geografia, despertam o interesse dos jovens pela Ciência e Tecnologia ao abrir portas para o universo da Astronomia prática e teórica”, completa Lucas Nyari, coordenador de inteligência educacional responsável pelo programa.]

“Começamos um trabalho planejado em 2014. Nesse ano, foram três medalhas. O resultado em 2018 é consequência disso, desse foco que passamos a ter nas diversas olimpíadas do  conhecimento”, ressaltou Jarbas Noronha, professor de laboratório responsável pela preparação dos alunos para a MOBFOG.

Tanto a OBA quanto a MOBFOG são eventos realizados anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB), são abertos à participação voluntária de alunos do primeiro ano do ensino fundamental até o último ano do ensino médio de escolas públicas ou privadas brasileiras. Na MOBFOG, também são aceitos universitários.

“Ao estudar e participar das olimpíadas consigo ganhar muito conhecimento e ainda me divertir. Além disso, vejo a experiência de participar de uma olimpíada como um diferencial para meu futuro, que inclusive pode contribuir para o ingresso em uma boa faculdade”, comentou Gabriel de Souza Chaves Batista, aluno do 8º ano do Colégio Poliedro SJC.

Todas as equipes e suas respectivas escolas receberam certificados de participação, além dos primeiros colocados que foram premiados com medalhas reconhecidas internacionalmente e que valem pontos em um Aplication para uma universidade americana, por exemplo.

MOBFOG

A MOBFOG (Mostra Brasileira de Foguetes) é uma competição que está em sua 12ª edição com o objetivo de despertar o interesse dos jovens e ensinar física, matemática e geografia de um jeito divertido e desenvolver o relacionamento interpessoal e a cooperação com uma atividade prazerosa para alunos, professores e familiares.

Os participantes podem disputar sozinhos ou em equipe de no máximo 3 integrantes que devem construir uma base de lançamento e um foguete com sistema de propulsão à água (equipes nível 1, 2 e 3) ou vinagre com bicarbonato (nível 4), utilizando materiais recicláveis como garrafas pet, para lançá-lo o mais distante possível.

Três equipes somando 9 alunos do Poliedro se classificaram para a Jornada de Foguetes, sediada em Barra do Piraí/RJ: Felipe Masao Miura, Gabriel Sanders Pereira Sobral e Gulherme Kiyoshi Udo integraram uma das equipes finalistas, na segunda equipe classificada estão Carlos Eduardo Brasil de Mendonça Rocha, Ishan Matheus de Campos Uni e Stanley Chyi Shiun Chao.  Em outra equipe se classificaram Juan German Cornelio Palma, Johnson Salvador Miyasaki e Samuel Muniz Vieira Viscardi.

Na edição anterior, em 2017, participaram mais de 94.000 alunos de diversas instituições de ensino do Brasil.

OBA

A OBA (Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica), que está em sua 21ª edição, é uma competição para alunos de todos os anos e séries do Ensino Fundamental e Médio de todo o Brasil, tem como objetivo despertar o interesse dos estudantes pela Astronomia e outras ciências ao difundir conhecimentos de uma forma divertida e cooperativa.

Além de mobilizar os alunos e sua estrutura pedagógica para estudar os corpos celestes e a tecnologia de funcionamento dos veículos espaciais, a OBA provoca o envolvimento de astrônomos profissionais e amadores, planetários, observatórios, museus de ciência, clubes, associações de astronomia e diversas instituições voltadas às atividades aeroespaciais.

A prova foi aplicada no dia 18 de maio e teve seu resultado divulgado no dia 21 de setembro, com 40 alunos do Poliedro classificados para as pré-seletivas internacionais.

Pré-Seleção para Olimpíadas Científicas Internacionais de 2019

Os melhores colocados na 21ª OBA se classificaram para as pré-seletivas da Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica (IOAA) e da Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica (OLAA) de 2019.

Estudantes classificados que estão entre os melhores do nível 4 na OBA, que obtiveram nota máxima nas questões de Astronáutica, são convidados para a Jornada Espacial, ganham material didático e assistem palestras com especialistas.

Quarenta estudantes vencedores de nível 4 (Ensino Médio ou Superior com nota maior ou igual a 7.0 na 21ª OBA) e os estudantes de nível 3 do último ano do Ensino Fundamental (nota maior ou igual a 9.0), que lançaram seus foguetes a mais de 100 metros de distância, foram convidados para a 1ª fase das seletivas online para formação das equipes brasileiras que vão representar o Brasil na IOAA e na OLAA.

As equipes selecionadas vão representar o Brasil na 2ª fase onde serão aplicadas provas presenciais já no início de 2019, de 3 a 6 de fevereiro, em Barra do Piraí/RJ.

Alunos campeões 

O Poliedro parabeniza os alunos premiados na MOBFOG e OBA 2018! Vocês merecem! 🙂

Confira quem foram os 191 campeões:

E você? Quer fazer parte da equipe olímpica do Poliedro!? 😉 As matrículas estão abertas, aproveite! Acesse: http://colegiopoliedro.com.br/




05/10/2018