Notícias

Projeto de idiomas do Poliedro já levou vários alunos para a Alemanha

No Colégio Poliedro, os estudantes podem optar por fazer aulas de inglês, francês ou alemão com a metodologia de renomados institutos de idiomas

 

Não há dúvidas de que o ensino qualificado de língua estrangeira pode ser um grande diferencial nas instituições de ensino de todo o País. Falar outras línguas com fluência proporciona oportunidades de interagir com outras culturas ao redor do mundo e fazer amigos em outros países, além de ser um diferencial muito importante para o mercado de trabalho.

Pensando nisso, o Colégio Poliedro oferece aos alunos do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio a possibilidade de aprender até três línguas estrangeiras por meio de parcerias firmadas com instituições de ensino de renome: para o ensino do inglês, foi feita uma união com a Oxford Editora; para o francês, firmou-se uma parceria com a Aliança Francesa; e, para o alemão, o Poliedro recebe um suporte diferenciado do Goethe-Institut.

 

 

“Geralmente, é mais prático estudar línguas na escola. O estudo da língua estrangeira ajuda a conscientizar o aluno a investir nos estudos e na construção de um projeto pessoal”, afirma o coordenador do Ensino Fundamental II do Colégio Poliedro, Carlos Eduardo Barreira Lambert.

O aluno participa de forma regular das aulas de inglês e ainda pode optar por outras línguas, como o francês ou o alemão. As turmas são divididas de acordo com o nível linguístico e o desempenho de cada aluno e recebem no máximo 20 estudantes para que o aproveitamento das aulas seja mais eficiente. Ao final de cada estágio, são realizadas provas de proficiência para adquirir uma certificação no idioma estudado.

“Como o mundo está extremamente conectado, percebemos que o conhecimento de línguas é muito importante para a formação integral dos jovens. Esse investimento faz parte da nossa iniciativa de valorizar muito mais as línguas dentro do Poliedro”, reitera o mantenedor do Poliedro, Nicolau Arbex Sarkis.

 

Experiência transformadora

No Brasil, apenas 21 escolas são parceiras do Goethe-Institut. Em 2018, essa parceria com o Colégio Poliedro completa 10 anos, e, nesse período, já foram oferecidas aos alunos 33 bolsas integrais para conhecer a Alemanha. Esse programa permite que os alunos interajam com jovens de outras nacionalidades e desenvolvam competências interculturais, além de propiciar o descobrimento da Alemanha contemporânea e de sua história, seus valores e suas peculiaridades.

“A parceria com o Goethe, por meio da Iniciativa PASCH, proporcionou aos nossos alunos conquistas importantes nos últimos 10 anos. Além da possibilidade de se aprender um idioma interessante e desafiante e do contato com a cultura da Alemanha e

dos outros países onde se fala este idioma, podemos destacar a participação de nossos alunos em vários projetos que proporcionaram momentos importantes de aprendizado e diversão”, ressalta Ieda Maria Duarte Pires da Costa, professora que leciona no colégio desde o início da parceria.

Entre os estudantes que já conquistaram uma bolsa está Henrique Toshiaki Koga Ito,  aluno da 3ª série do Ensino Médio do Colégio Poliedro de São José dos Campos que participou do programa Probestudium Jena. Veja o relato de Henrique sobre essa grande experiência:

“No início do ano de 2018, eu fui gratificado com a notícia de que teria uma oportunidade de assistir determinadas aulas em uma universidade na Alemanha, país no qual pretendo fazer minha especialização. Eu só não sabia que o que estava por vir superaria tanto as minhas expectativas, tendo uma importância imensurável para o meu desenvolvimento pessoal.
A soma de todas as minhas vivências nessa viagem me deu uma direção para seguir. Os conhecimentos que adquiri nessa oportunidade me mostraram como é a vida de um universitário na Alemanha e quais as ações necessárias durante o tempo de estudo para conseguir uma graduação bem sucedida em um dos países mais desenvolvidos do mundo. ”

Outros idiomas 

No ensino de inglês, o material produzido pela Oxford é considerado um dos melhores do mercado e está presente em mais de 100 países. Já a Aliança Francesa tem um dos maiores acervos em francês do Brasil, oferece cursos e atividades culturais e aplica os exames oficiais de proficiência com exclusividade.